Sistema de energia solar é atrativo de economia e preservação ambiental

Sistema de energia solar é atrativo de economia e preservação ambiental 

Sistema de geração de energia elétrica através da luz do sol (fotovoltaica) traz economia para o consumidor. Em muitas residências os gastos com a energia elétrica são altos, e no final do mês a conta não fica nada barata. Por isso adotar medidas que trazem economia é um grande atrativo, e é justamente isso que vai acontecer com a instalação deste sistema que além de trazer um alivio no orçamento familiar, também faz bem ao meio ambiente.

De acordo com EngenheiroMárcio Arruda, diretor da Engecad Engenharia, empresa responsável pelo projeto,a venda e instalação deste sistema, pode acontecer em qualquer unidade que tenha consumo de energia elétrica (residências, indústrias, comércio, propriedades rurais, etc.).Para o seu funcionamento são instalados módulos fotovoltaicos, popularmente conhecidos como “placas solares” nos telhados ou em estruturas próprias para este fim. Os raios solares incidentes nos módulos são então convertidos em eletricidade. Essa energia é gerada na forma de corrente continua, compolo positivo (+) e outro pólo negativo (-), para a utilização dessa energia na alimentação dos equipamentos eletroeletrônicos, eletrodomésticos e iluminação, ela é convertida para a forma alternada na frequência de 60 Hertz, (compatível com o sistema da CEMIG)por um equipamento chamado inversor de freqüência.

O processo também conta com o envolvimento da Cemig, uma vez que o sistema de geração fotovoltaica é conectado a rede de energia elétrica da empresafuncionando da seguinte maneira: durante o dia, com a presença da luz do sol o sistema está gerando energia, que é direcionada para o consumo na residência, se for gerada energia em quantidade suficiente o consumo será apenas através deste sistema;mas se o consumo for maior do que a capacidade instalada de placas, o complemento será pela energia elétrica da concessionaria. E também pode funcionar de forma inversa, se o sistema gerar energia acima do valor consumido, o excedente é injetadoà rede da Cemig e é gerado crédito na conta de energia.

Todo esse processo é gerenciado de forma automática pelo inversor de freqüência.O controle da energia elétrica é feito através de um medidor de energia instalado pela Cemig e que possui dois registradores sendo um para a energia “consumida” e outro para a energia “injetada”.Na data da leitura é apurada a quantidade de energia consumida da qual é debitada a energia injetada para composição da conta. Se a energia injetada for maior que a consumida a pessoa fica com um credito acumulado para utilização no próximo período. Esses créditos de energia (kWh) podem ser utilizados em até 36 meses na mesma unidade de consumo ou transferidos para outra unidade desde que a conta seja cadastrada com o mesmo CPF ou CNPJ.

“As pessoas também não precisam se preocupar com os dias em que não tiver sol, ou durante a noite. Para estes momentos será consumidaa energia da Cemig e debitada nos créditos registrados no medidor”, explica Márcio.

O bombeiro aposentado Ciro de Oliveira Santos, instalou o sistema de geração de energia fotovoltaicana residência dele, e de acordo com ele o resultado é positivo. A conta de energia caiu consideravelmente, cerca de 75%, saindo de R$218,03 em outubro, para R$56,28 em novembro. “Fiquei muitosatisfeito, estou usando a mesma quantidade de energia em casa, não alteramos o nosso hábito de consumo, e ainda assim a conta está barata. Com certeza nunca conseguiria atingir esse valor apenas economizando, além disso, logo irei repor os gastos que tive com a instalação do sistema”, afirma Ciro. Vale ressaltar ainda que os módulos fotovoltaicos tem uma vida útil de 25 anos.

Diante deste resultado, segundo Marcio Arruda, a Engecad Engenharia está à disposição para instalação deste sistema. Os interessados podem entrar em contato.

Implantação do sistema depende da aprovação da Cemig 

O primeiro passo para a implantação do sistema de geração de energia fotovoltaica é a aprovação do projeto junto a Cemig. De acordo com o EngenheiroMárcio Arruda, da Engecad Engenharia, depois da negociação com o cliente, a elaboração do projeto é feita seguindo as normas da Cemig e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Depois da analise e com a aprovação do projeto a Cemig encaminha um contrato ao cliente relatando as regras de fornecimento e a Engecad Engenharia faz a instalação do sistema.

Um técnico da Cemig também vai à residência para verificar se os equipamentos são adequados, se possuem o selo de eficiência do INMETRO e se foram instalados de forma correta em conformidade com o projeto.Vale lembrar ainda que a Cemigfaz a troca do medidor de energia convencional por um medidor chamado “dupla tarifa”, que registra tanto a energia consumidaviaCemigquanto a energia “injetada” por meio do uso da energia solar. Após os testes de funcionamento do sistema de geração e instalação desse medidor os técnicos da Cemig autorizam o inicio da geração do sistema fotovoltaico. (GS)


Companhia da Mídia