CONHEÇA O SISTEMA

O sistema de geração de energia elétrica fotovoltaica utiliza a luz do sol. Os módulos solares, fabricados com silício, transformam a luz em energia elétrica. Essa energia é gerada na forma de corrente contínua, com pólo positivo e negativo. A corrente contínua passa por um quadro de proteção contra descargas atmosféricas, sobre-correntes e curtos-circuitos.
Em seguida, para que ela seja utilizada na residência, é necessário um inversor de frequência para convertê-la na forma de corrente alternada, correspondente à energia fornecida pela concessionária, em 60 Hz, 220 ou 127 V. Além disso, o inversor gerencia a energia gerada nos módulos solares. Ele direciona a energia gerada para suprir o consumo da residência e faz a injeção da energia excedente para a rede da Concessionária.
Devido ao processo de compensação de energia, a concessionária instala um medidor de dupla tarifa que possui dois registradores, sendo um para a energia “consumida” e outro para a “injetada”.
No registrador de “energia consumida”, fica registrada a energia fornecida pela concessionária. No registrador de “energia injetada”, fica registrada a energia fornecida pelo sistema fotovoltaico à concessionária.
Desta forma, a concessionária realiza a leitura mensal dos registradores. Caso a leitura do registrador de “energia consumida”, seja maior que a leitura do registrador de “energia injetada”, essa diferença será faturada pela concessionária. Caso a leitura do registrador de “energia injetada”, seja maior que a leitura do registrador de “energia consumida”, essa diferença ficará registrada na conta de energia como crédito a favor do cliente. Neste caso, será cobrado apenas o custo de disponibilidade da rede elétrica (taxa mínima).
O crédito gerado poderá ser utilizado em até 5 anos, ou poderá ser transferido  para outro imóvel cuja conta de energia  esteja cadastrada no mesmo CPF ou CNPJ do titular. Esta compensação do crédito é feita automaticamente pela concessionária no mês que o consumo for maior que a geração.

 Vantagens:

  • Redução da fatura de energia em até 90%;
  • Valorização da propriedade;
  • Utilização de espaço disponível no telhado, não exige área dedicada;
  • Possibilidade de aumento da capacidade de geração;
  • Alta durabilidade, vida superior a 25 anos;
  • Baixa manutenção;
  • Redução da perda elétrica no sistema de transmissão;
  • Não emite CO2 na atmosfera;
  • Fonte de energia renovável;
  • Reconhecimento de sustentabilidade com o Selo Verde.

Companhia da Mídia